Domingo, 17 de Março de 2013

15 de Março de 1961

Recordemos o 15 de março com dois poemas de Alfredo Baeta Garcia, meu tio, varzeense no nascimento e no ocaso, portoalexandrense de coração e quitexense por devoção, falecido em  13 de Setembro de 2012 com 90 anos.

 

 

À memória do ignorado capataz de tonga que sofreu e morreu a defender nem ele sabia o quê

 

Os olhos estão baços e abertos

E os restos do corpo descobertos,

Lacerados na beira da picada

Sem ninguém a gemer loas amigas.

Começa o banquete das formigas

No sangue que correu da catanada

 

Fica ali algum tempo esquecido

Quando o encontram, parte já comido.

Ninguém sabe ao certo onde nasceu

E se ainda lá tem mãe ou não

Que lhe reze à noite uma oração

Sem o saber, que ele já morreu.

 

O que o levou ali foi o destino

Que já trazia em si desde menino,

Nem pátria, nem dever, nem devoção,

Tão pouco o que houvera de ser seu.

Mesmo a vida que um dia Deus lhe deu

Foi p’ra cumprir a humana solidão.

 

Apanhou toda a chuva e mais o sol

Sem nunca ter o nome em qualquer rol,

Não foi soldado nem marcava o ponto,

Não tem cruz nem sequer campa rasa,

Beija-o o sol c’o seu calor de brasa

E os mais que não estavam lá por conto.

 

Podia até ter sido uma ambição

O que o levasse àquela condição

E se foi diluindo na descrença

Até ficar apenas a saudade

A durar o que fosse a sua idade

Com morte acidental ou de doença.

 

Morrer desta maneira, à catanada

Não são coisas da vida, não é nada,

É ser peão num jogo com batota

Em que uns fazem de heróis da festa

De que afinal de contas nada resta

Nem a história deles toma nota.

 

Não há cruzes na beira dos caminhos

Nem memórias nos vivos dos mesquinhos

Anónimos sem fama e sem lamento

Que deram o que tinham, mas por nada

Como maldita sorte, desgraçada,

Mais o antecipado esquecimento.

 

Estar entre a vida austera e as misérias

Sem sábados, domingos e sem férias,

É ter vida pior que contratado,

O primeiro na forma em fila longa

O último à noite a vir da tonga

Em chuva e suor agasalhado.

 

Nas noites tropicais daquelas matas,

No meio do capim onde há cubatas,

Nos caminhos direitos e nos tortos,

A natureza inteira, insubmissa

Reza eternamente a sua missa

Por todos quantos lá ficaram mortos.

 

Alfredo Baeta Garcia

 

 

À memória dos que pereceram na picada e nas mãos da pide

 

 

      Conjuntura

 

Sem soba ninguém decide,

Desapareceu, foi na Pide.

Sem branco não anda nada,

O seu fim foi na picada.

 

Segura bem a Gê Três,

Olha o capim mais a estrada

P’ra não ser a tua vez

E o teu fim ser na picada.

 

Não se vê, não está presente

O que era o nosso Cid?

Por se fazer saliente,

Desapareceu, foi na Pide.

 

No muxito apura a vista,

Que em qualquer curva apertada

Pode estar um terrorista

E o teu fim ser na picada.

 

Mãe preta de todos nós

E razão da nossa lide,

Não se ouve a sua voz.

Desapareceu, foi na Pide.

 

Já a salvo no terreiro,

Ouves ainda a rajada.

Lá se foi um companheiro,

O seu fim foi na picada

 

O Bom Deus do nosso povo

Que era filho de David,

Pregado na cruz de novo,

Desapareceu, foi na Pide.

 

Igual a sorte marcada

Aos dois ligados pl’envide,

Foi ter fim na picada

Ou desaparecer na Pide.

 

Alfredo Baeta Garcia

publicado por Quimbanze às 16:24

link do post | comentar | favorito
|

.OUTRAS PÁGINAS

.posts recentes

. Município de Quitexe nece...

. O Nosso Bondoso Director

. Associação da União dos N...

. Governador do Uíge emposs...

. Plano Urbanístico do Quit...

. Fotografias do Quitexe - ...

. 15 de Março - "Perderam-n...

. Comentário de Victor Roma...

. Quitexe: Aumenta índice d...

. Cafeicultores do Quitexe ...

.FOTOS

.MAIS FOTOS

.arquivos

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Novembro 2014

. Março 2014

. Janeiro 2014

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Janeiro 2013

. Setembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

.mais sobre mim

.Outubro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.pesquisar

 

.VISITAS

.ONDE ESTÃO

.No Mundo

.subscrever feeds